Hanna

- Bate em mim?

Eu tinha pena dela, assim, com as pernas abertas, a boceta encharcada, pedindo por mais. Um dia já me deu um tesão absurdo. Mas ela conhece bem demais a minha boca de mulher e meus gostos um tanto quanto violentos, já não há mais medo ou tensão naquele olhar. Ainda a beijo, chupo e me lambuzo por, digamos, falta do que fazer.

- Não, preciso ir agora.

Saí fingindo não escutar as reclamações. Mulher é foda por causa disso, precisa ser fresca ou não respeita o que tem entre as pernas. Eu devo ser meia mulher ou uma mulher pela metade. Não, não é a mesma coisa, acredite. Alguns dizem que apenas não encontrei ninguém que me pusesse rédeas curtas, mas eu digo que esse alguém é covarde demais pra tentar pôr algo em mim. Se bem que... adoraria ter certas coisas aqui dentro agora. Preciso encontrar uma presa interessante, dessas que se escondem, que tremem, mas que se entregam. As menos permissivas e mais rebeldes são as melhores. Adoro a maldade. Ela é o que ainda me mantém viva. Tantos problemas, tantas dores. Vê-los nos outros é, no mínimo, excitante.

- Tens fogo?

- Se não tiver, fabrico. - Respondi sorrindo ao homem de olhar obceno.

- E nome, tens? - Perguntou, agradecendo pelo isquero com um aceno de cabeça.

- Escolha um e será o meu.

***

Obs: Texto retirado do meu falecido blog em parceria, o Sobre Mortes. Vou começar a postá-los aqui para poder dar uma continuidade à história dessa personagem.

7 comentários:

i ILÓGICO disse...

pqp!!!
confesso que fiquei extasiado!

Jaya disse...

Morro de medo de ser entrevistada por você, não sei porque.

O ysatsce abaixo da entrevista, foi agonizante de tão bem escrito.

O texto sobre Hanna me deixou contente, por saber das tuas disposições em relação às letras. De volta. E sempre.

Ah, dona B., é de um bem imenso tê-la de volta, escrevendo nesse tom carmin que me bota assim, desatinada.

Beijoca, frô.

Livia Queiroz disse...

Nooooooooossa!
Mexeu c minha imaginação!
Adoreiiiii

P.S.: Obrigada pelo comments no Caixa de Pandora,e obrigada pela dica também.
A pandora é inconstante mesmo! rsrsrs
Mas muito obrigada volte sempre!

Gabriela. disse...

Boa idéia Barbara, adoraria reler aquilo, posta alguma coisa que escrevi ou manda pra mim?

Muitos beijos meus

Érica disse...

Tu visse como eu estou "sexysie".
uhauhuha
E tu também, mas tu smepre foi né?
Beijos

meus instantes e momentos disse...

ótimo teu blog. Gostei daqui.
Maurizio

L.S. Alves disse...

Gostei do texto Barbara. Só um detalhe de digitação. meia-mulher-->meio-mulher.
Um abraço.