Dos recados nunca dados

(mas totalmente pensados: linha por linha, ponto por ponto, com os acentos e tudo mais)

"Você sabe que é um filho da puta, tenho certeza disso. Essa sua fantasia de santo já está ultrapassada, até fama já lhe deram. Seria muito conveniente que começasse a fazer vítimas em ambientes diferentes, do contrário sua imagem vai mesmo ruir. Vê se muda o discurso, vê se muda as escolhas, vê se muda esse seu jeito ignorante e vê se começa a ler algo que preste. Ah, não esquece de ir a um psiquiatra por que a sua psicopatia e a sua necessidade doentia de mentir são alarmantes.

Por fim, vê se morre".

---

Desculpem a falta de atualizações. Passei por tempos negros com chuvas ácidas, mas saí viva e estou de volta. Neste interim, coisas boas aconteceram, entre elas a entrevista que dei ao Edson, do Apenas Um... Quem quiser ler, pode clicar no link direto.

17 comentários:

219.534.043-8 disse...

"vê se morre." adorei isso, vou usar. mesmo.

abraços, srta. B.

Lúcia disse...

Sim... remexendo nas lembranças, tirando o pó, jogando coisa fora...
Enfim, e vejo que temos isso em comum, me ocupando de dar recados que nunca foram dados, coisas que deveriam ter sido ditas. Antes tarde.
Isso ajuda a abrir espaço pro que está por vir, e que pode ser tão melhor...

Gostei do recado "não dado": forte como um tapa na cara, coisa que a pessoa provavelmente deve ter merecido. Ando distribuindo tapas também. É que cansei de aturar certas situações. Mereço mais. Merecemos muito mais.

E que bom que a chuva ácida deu uma trégua, mon ange rouge! Outra fênix, você! Li a entrevista, mas ficou aquela sensação de "aaaahhhh, tanta coisa ainda pra ser revelada...!" Hahaha!
E aquela sua foto é um escândalo de linda. Já tinha dito, não?

Beijos e bem vinda de volta!

PequenAprendiz disse...

hahaha!
Adorei o desabafo!
Algumas pessoas mentem tanto que chegam acreditar nas próprias mentiras, essas deveriam vir com uma placa "Sou um mentiroso, não se aproxime", e não nos envolver no seu mundo pérfido.
Ótima semana Bárbara!
Bjo grande!

L.S. Alves disse...

Com certeza já me escreveram recados semalhantes. Mas pela graça divina nunca me entregaram um desses. Prefiro as coisas dessa forma.
Um abraço.

Camilinha disse...

chuvas ácidas, é?!
aff... acho que elas se deslocaram até aqui... mas que bom que você voltou viva, porque voltar mais ou menos não dá...

beijos daqui...

ps: vou lá ver a sua entrevista - a próxima é a minha em http://entrevistas.blogspot.com

Juliana Caribé disse...

Eu queria dizer essas coisas todas a uma pessoa em especial... Mas acho que nem minhas palavras mais vis ela merece...

BABI SOLER disse...

Diretas já,rsrsrs!
Boa semana
Beijo

Leo Lemos... disse...

Bem vinda minha Honey Babi...

Como sempre ou melhor que ontem?

nj.marabuto disse...

fizeste bem em nunca tê-lo dado porque a pessoas desprezíveis o melhor que tens a dar é tão-somente tua indiferença. a passionalidade do desdém é desvirtuação precoce nas expectativas frustradas de um grande amor, malgrado as babaquices e desonestidades plurais. portanto, mate-o primeiro em seu peito e ele morrerá de desgosto caso sua intenção tenha sido efetivamente a de se passar por "master of disguise".

curti muito tua entrevista!
suaves exasperos, daqui. (rs)

PAVLVS disse...

Vc ensinou como atirar num cara usando palavras !! Assim sangra e todos vêem a marca do mentiroso.

Fê Probst disse...

Existem certas pessoas que PRECISAM receber certos recados.

Reflexões de uns dias... disse...

Babi,

O que você faz da sua vida é interessante, principalmente a maneira que você a encaminha.
Impossível pra mim não lembrar do Cazuza em algumas de suas expressões que levem ao caminho da liberdade e ousadia. Afinal, o que há demais nisso? Nada. Ser normal é medíocre mesmo.

Escrever talvez seja uma das melhores terapias já inventadas. Uma pena que a minoria utilize desta facilidade de comunicação tão útil. Você faz isso muito bem.

Quando falei do Cazuza, você deve ter entendido. Experimente ouvir alguma música de 83 quando ele ainda estava com o Barão vermelho, e em 85, na carreira solo, com 'exagerado' (tema do Lp).
Parece com toda sua entrevista, impressionante.


Estava, estou e estarei sempre com saudades. Espero encontrá-la por entre linhas do Msn. Preciso realmente colocar uma caixinha de música no meu blog. Falando nele, percebeu como continua o mesmo, só que com mais visitas e textos?

Um xero!
Vamos manter sempre este blog atualizado e harmonioso.

:)

Fala, Garoto! disse...

Oi, linda! Como está? Nossa, pensei que não conseguiria ler o post até o final. Tornei minhas as suas palavras. Fiquei pasmo com tamanha semelhança do que penso acerca de certa pessoa. Mas, águas passadas. Bom tê-la de volta. Bj

Mr. Ziggy disse...

Chutar o pau da barraca é bão demais! Êta catarse filha da puta! Haha! Bjos!

°Renata° disse...

Que bom que você voltou e eu encontrei o seu blog.
Gostei do seu cantinho. Vou voltar sempre. Um beijo

Ataualpa S.Pereira disse...

Nunca é muito tempo.

A verdade está aí, vê-la é uma questão de vontade. Mas eu sei que nem sempre temos...

Um grande abraço moça.

Ane Talita disse...

A gente sai mais forte de chuvas ácidas, por incrível que pareça, não é bonita?
Vc é mais forte que isso, tenho certeza...

quanto ao texto...foda como sempre!

beijo!