Ysatsce

Parte V:

Ela está sozinha, trancada em um quarto vazio e escuro.
- Até quando vais me deixar aqui?

Ele não responde. Ninguém responde.
- És mesmo um merda.

Ela tateia o chão, as paredes, tudo o que as mãos alcançam, tentando conhecer o lugar.

Ela acha uma porta, mas não consegue abrir. Está trancada.

Ela se masturba, tentando encontrar-se consigo mesma.

Ela goza e ele aparece, ou só a voz.
- Não cansas de me xingar, menina?
- Onde estás?
- Do lado oposto ao teu.

Ela segue o som que escuta e chega perto das pernas dele.
- Não te cansas de me humilhar?
- Nunca.
- Pensas que és alguém...
- Estás falando de ti?
- Só és o que és por que eu existo.

Ele a segura pelo rosto, aperta os dedos e deixa marcas.
- Cuidado com o que falas.
- Mas é verdade... só és inteiro por que me tens.
- E tu?
- Eu me basto.

Ele gargalha.
- Enlouqueceste.
- Submeto-me a ti por prazer.
- É mesmo?
- Tu precisas de mim para reafirmar tua posição.
- Minha posição?
- Sim, a de macho dominante.

Ele segura os cabelos dela com uma das mãos e o puxa para trás.
- Queres que eu te mostre como reafirmo minha posição?
- Claro. Por que achas que comecei toda essa conversa maçante?
- Tu te vês esperta demais, não?
- Não subestime minha inteligência.

Ela se vira, facilitando o toque no corpo nu e desejoso.

Ele continua puxando os cabelos dela e, nessa posição, força uma penetração premeditada.

Ele a toma até o gozo.
- Extremamente previsível, tu és.
- Insolente!
- Pense duas vezes antes de achar que estás no controle.

Ela o morde.

Ele a bate.

Eles riem.

30 comentários:

Edna Federico disse...

Nossa, esses dois pegam fogo, hein.
Beijo

Monsieur Coçard disse...

na verdade os dois não vivem um sem o outro... nessa de querer disputar quem domina quem acabam sendo dominados pelo jogo...

Fala, Garoto! disse...

Esse casal é sadomazoquista, não? Quanto ao homeme, alguém precisa denunciá-lo!....excelente, obra...parabéns...Bj

Ariana disse...

Obrigada pelo comentário no meu blog!

Adorei o seu!
Escreve mto bem!

Beijo*

PequenAprendiz disse...

Isso me parece uma relação neurótica, o que eleva certamente o nível de prazer.
Coloquei seu blog nos meus favoritos.
Obrigada pelas felicitações, Bárbara.
Bjos

João disse...

Que confusão, joguetes bizarrins que só

Então, te ensinar essa gíria gay.



AULAS SOBRE O MUNDO GLS COM O PROFESSOR RICHARD

Entãooo, assim
"closenta" é a forma adjetiva do verbo "close"

Close significa muitas coisas, entre elas:
-Olhada. Ex: "Da um close nesse meu tênis luxo que comprei!"
-Demontrar homossexualidade Ex: "Ai bixa, para de dar close que seus pais tão chegando."
-Agir de forma sofisticada "Nossa, dando cada close com esses seus óculos escuros novos"

A forma adjetiva, "closenta", é um elogio, no caso que eu usei "Bixas closentas" significa "Viados batutas" [tradução hétero mais próxima, sei la que gírias que héteros usam nowadays]

João disse...

PS: Só comecei a aprender gírias gls faz um mÊs XD

linafuko disse...

não sei... esses teus textos sempre me assustam, mas me excitam também... é quase impossível parar de ler!

tenho medo disso!

bjo na testa!

disse...

Essa moça é das boas, hein? Adorei. Não termina essa série não, tá? :)

Renato disse...

Só estava esperando o seu comentário lá....

Eu sei que não anda a coisa mais interessante de ler... mas é pq eu ando desinteressante mesmo...

ou de saco cheio.... enfim...

Vou tentar voltar à minha antiga forma...

Quem sabe quando eu me libertar de algumas amarras eu consiga...

E só pra ser previsível e repetitivo: excelente texto!!!

Beijão!!

Lúcia disse...

Qual dos dois é mesmo independente ali...? Quem mesmo, neste mundo de loucos, pode dizer que é independente, por maior que seja a vontade de cada um se bastar a si mesmo...?

Curioso é que quando a gente descobre que cada ser é mesmo sozinho, no fim das contas, descobre também o quanto precisa da atenção do outro, o quanto fica sem parâmetros e sem sentido se uma outra pessoa não estiver lá.

Pois é, já dizia eu quando bem mais nova: se quer sobreviver e continuar são, é melhor não pensar demais...

Sobre seu comentário: a esperança se aboletou à minha porta também; e eu quero que ela entre, fique para o chá e se esqueça da vida em intermináveis conversas! Como seria bom...

Mais beijo!

Juliana Caribé disse...

UAU! Sexo selvagem mesmo! Adorei...

julio de castro disse...

que coisa, hein? quem sabe se eu tratar minha máquina assim...

beijo.

osátiro disse...

O ser humano é eminentemente social...

matheuss disse...

adorei seu blog
simplesmente transparece os sentimentos que todos tem, mas a naioria tem vergonha de adimitir
=x
bju

T S disse...

adorei seu blog
convido vc para atrevessar a fronteira e fazer parte da lusitana ilusao
espero que goste
ts

O Profeta disse...

Nos umbrais do pensamento
Mora o desejo no limite da razão
Roubando os segredos do corpo
Lançando ao vento a emoção

Uma rosa breve guarda a beleza
O amor é orvalho de feliz pranto
O horizonte é o começo do infinito
A chegada de uma onda é alegro canto

Convido-te a sentir o beijo da chuva

Bom fim de semana


Mágico beijo

Pedro Gabriel disse...

" ela o bate, ele a morde, eles riem" , grande final.
Belo blog. Li alguns textos e amei. Vou continuar lendo aqui.

grande beijo
;-)

Thiago Kuerques disse...

Esses dois me animam sempre. E que nao tenha final. Nunca pode ter. São muito originais.
Beijos

Gabriela. disse...

UAU Dona Bárbara, UAU!

É por isso que eu sempre respeito os seus silêncios.

Sempre brota coisa rara.

Ei, vc mora longe do aeroporto de Recife???

BABI SOLER disse...

Intimidades e tal,rs.
Eles se entendem.

Um beijo.

Pagan Poetry disse...

Seus textos sempre excelentes, por isso que gosto muito deles!
Adorei

Beeijos

Duda disse...

"ele a bate"
hehe tava até demorando pra isso acontecer :D
gostei do breu no quarto fechado, deu um clima bem legal pro texto
beijos!

o amnésico disse...

É de dar medo de tão excitante, ou é excitante por dar tanto medo?

Qual será o mistério de B.? ;)

Ah, as explicações lá no blog: fatos reais. Ria-se da minha dor!

(brincadeira, viu?)

Beijo.

Pushoverboy disse...

Bom é o joguinho que eles fazem um com outro... Muito bom...
Bjos moça.

Ane Talita disse...

Ahhh

Essa série é mto boa!

=)
beijo, moça!

Reflexões de uns dias... disse...

Por isso que sexo verbal às vezes se torna desnecessário...

Bia Ferreira disse...

Noooosssa!!! quanta mudança bacana aqui!!! adorei o novo lay.. e essa história vai longe ein.. vou procurar a parte 4 que eu ainda nao li. O poeminha em baixo também ficou ótimo... Tchau amor!! rss
beijocassssss

Critical Watcher disse...

O bom mesmo é o final. O riso recíproco. Adorei!
;)

Verônica Martinelli disse...

"não acredito no teu amor nem no meu,,não acredito em amor algume ele morrem"

Talvez so tenha restado a "dominação"..

beijos:P