Post Mortem

Amor meu,

Pendura, na parede do teu quarto, este teu novo troféu: o coração que tão delicadamente mataste. O cheiro fétido é apenas conseqüência da podridão em que ele se encontra e servirá para que nunca te esqueças de todo o mal que me fizeste.


Adeus.


Post scriptum: Não, nada disso é direcionado a uma, ou mais, pessoa(s) em especial. Nem comecem.
Post scriptum 2: Mas, aos que se sentirem incomodados, atingidos ou injustiçados, um belo foda-se.

30 comentários:

Ane Talita disse...

Sintia um cheirinho estranho de vez em quando...Engraçado que era bem após certas decepcões...Acho que já sei de onde vem...

Sentimental ♥ disse...

Putz, pq isso tem q acontecer né... Seria tão mais fácil q os términos fossem felizes ou que simplesmente não existissem...
Enfim, não dá pra ser sempre do jeito q a gente quer...
Beijos

Fala, Garoto! disse...

Olá, Bárbara! A postagem é resultado de alguma desilusão amorosa? Forte esse verso, bem como a foto. Se foi direcionado a alguém, com certeza a pessoa entendeu o recado. Bj

BABI SOLER disse...

Quanta sinceridade!
Se é necessário, vai fundo mesmo porque dizer o que sente é o melhor remédio.
Um beijo.

disse...

Ainda bem, pq ninguém merece deixar a gente nesse estado, né?

Belíssimo bilhete (é um bilhete?). Bjs,pequena.

Juliana Caribé disse...

Foda-se e foda-se mesmo!
Adorei!

Critical Watcher disse...

Muito bom esse post!
E venho aqui, mais do que decididamente, lhes dar dois selinhos. Passa lá no meu canto e pegue-os! Beijos...

Morganna disse...

na morte há vida. eu acho. e gostei. e gostei do foda-se também!
beijo, flor. :*

PequenAprendiz disse...

Lindo seu Blog.
Adorei os textos!
Ótima semana!
Abraços!

Gabriela. disse...

Ai que eu adoro uma mulé braba!

o amnésico disse...

Um bilhete vermelho? Escrito com sangue, talvez?
As coisas que a gente encontra na rua, poderia-se fazer uma espécie de museu macabro com muitas delas...!

Te convido pra uma (ou será um?) meme, quando puder passa lá pra saber do que se trata, ok?

Beijo.

o amnésico disse...

...tão delicadamente mataste.

Essa frase não me sai da cabeça!

Fê Probst disse...

Tuas palavras tem uma certa força...

Hei, tem mimo pra ti no blog.

Verônica Martinelli disse...

Sabe o que me fez lembrar?
O coração de Davy Jones!
Em que lugar no fundo de seu armário está mais este coração?!

Escreevstes bem!!
beijos

Daniele disse...

B, primeiro quero agradecer profundamente o carinho da sua mensagem deixada em meu espaço. Retorno e venho me deleitar com a sua fina escrita.

Comungo contigo, foda-se a quem sentir-se injustiçado, aliás além de todos os atributos que possui, adoro a sua forma de revelar-se única, verdadeira, sem "papas na língua", isso demanda uma coragem incrível, eu ainda irei aprender contigo!

beijos na sua alma,

Gilgomex™ disse...

Caracaaaaaa...
Você levar seus instintos depressivos a vigésima potência.

E fica lindo!
Sei que não seria justo eu comentar aqui, já que você disse pra não comentar (e ainda encerrou com um foda-se)... rs

Putz... Pendurar um coração na parede (e fedendo ainda), seria algo interessante.

PS: acho que no fim das contas, sou péssimo para comentar coisas tristes... vou alugar uma personal "tristeitor". (já disse que sou seu fã e te amo???) bjos.

Mr. Ziggy disse...

Tão breve e tão profunda. Isso aqui é escola pra mim, que às vezes uso palavras demais. Bjos!

Ariana disse...

Mto interessante esse post seu!

O seu blog esta show!

Beijão*

Caroline disse...

Gostei mais é da última observação. Eu logo imaginei que surgiriam comentários do tipo "mas para quem é" aqui.

E de mais a mais, a morte do amor precisa ser mesmo assim: dura.

Christallina disse...

Sem comentários; É algo que não tem o que se comentar mesmo.

=/


ps.: a pergunta que não quer calar:

qual código vc usou pra proteger a sua página contra copias?

;]

Monsieur Coçard disse...

Fodam-se mesmo! o dono do coração é que sabe...

keetby. disse...

queria dar um desses de presente tambem :D

Carolina disse...

ao mesmo tempo que cruel e dominadora és delicada e feminina.

Você é uma puta contradição e teus textos cada vez mais belíssimos.

Beijos

Cristal disse...

adoro ficçao
seja qual especie for.
escrever bem eh o q importa
massa
bjos.

Nana Flash disse...

Ah, a gente acaba se arrependendo de dar o coraçao da gente pros outros :( ninguem cuida dele bem como a gente.
O meu eu colei com chocolate, cuspe e umas paginas bonitas de Neruda :)

mary ienke disse...

Ficou lindo o blog!!!

E eu sempre mudando tbm... mas uma hora eu me encontro haahua


Tá muito da hora, viu?! Beijos flor :D

João disse...

Nossa, sai por menos de 1 mês e o layout ja esta bem diferente do que eu lembro ^^

Bom, desculpe o atraso em responder, é que eu su bem folgado, e decidi passar muito tempo em ócio ^^.

Anyway, Qaul será o órgão que tem o pior cheiro? Um dia vou perguntar pra um cirurgião!

E bom, eu não quero ainda apresentar as minhas brincadeiras pras pessoas, q1uero melhorar a minha técnica até um nível que eu considere muito bom, dai eu vejo o que eu faço!

L.S. Alves disse...

O texto é muito bom mesmo. Ácido que quase corrói a tela do meu PC.
Tem um selo pra ti lá na Máquina.
Um abraço.

Ane Talita disse...

Saudades dos teus textos!

PS: Como eu pude escrever sIntia no outro comentário? hauhauhauha

beijo!

Lúcia disse...

Adorei o 'foda-se' no fim. E a vida segue...

Acho que enfim voltei, depois de um problema atrás de outro. Realmente ando precisando contratar uma boa benzedeira...!

Aparece lá no Cena7 que tem presente atrasado pra você,

beijo!