Encontrei um pedaço de papel jogado na rua. Era vermelho, parecia bonito, mas estava amassado, sujo e rasgado nas pontas. Imagino quantas pessoas passaram por ali, pisaram, chutaram e sequer notaram sua presença. Tentei limpar um pouco com as mãos e abri. Ele dizia:

"Você vai ver. Eu vou esperar pelo tempo que for: um mês, um ano, uma década, não importa. Vou guardar o nosso amor e cuidar bem dele até você resolver voltar para nós dois. Ficar perto, onde é o seu lugar".

Um sorriso formou-se nos meus lábios, daqueles pequenos de canto de boca, irônicos.

- Idiota.

18 comentários:

Gabriela. disse...

Tens razão, IMENSO idiota se ele(a) fizer isto.

O que está acontecendo com o mundo?
Cadê o amor-próprio? E de que adianta nos dizer isto? Será que existe MESMO esse tal de amor-próprio?

Será que será o amor uma coisa só, estática, que não evolui, e que inicialmente nos amamos, e amar alguém significa deixar de nos amar, para dar aquilo que temos de único e de mais precioso?

Acho que amar é como comprar uma casa, tem que escolher bem antes. Ignore tudo que estou escrevendo, nem vou reler, mas é sábado, eu estou em casa, de calcinha e sutiã tomando cerveja quente e puta com o mundo.

Ane Talita disse...

É...o que me consola é que ele(a) escreveu isso num momento de amor e dor intensos...Vai passar, uma hora passa e não precisará esperar por décadas...Ainda bem!

beijo, flor!

Carlos qualquer coisa disse...

Penso que o amor não é isso, uma coisa que nasce de súbito por uma pessoa só, desprezando-se a si mesmo em vista de uma pessoa. Isso é mais uma paixão obsessiva, ou coisa parecida. Mas não é amor.

Na verdade, por isso talvez essas coisas pareçam um tanto ridículas aos olhos de algumas pessoas.

E quanto aos seus métodos diferentes de me executar, eu bem que fiquei curioso de saber quais métodos são esses. Algum deles envolve chicotes e correntes? E aí você me chama de garoto mau, e que vai me punir? Acho que estou precisando de um castigo.

Bella... disse...

talvez tenha sido o mesmo sorriso bobo que esbocei do lado de cá.

Francieli Hess disse...

Então, dizem que o amor supera tudo. E eu rio, como podem ser tão tolos?
Nossa, fiquei imensamente grata com o elogio, você que escreve muito menina, deixe esta modéstia de lado!

Camilinha disse...

Nossa...
Muito legal!
Já passei por isso, ao vivo e a cores. E a única coisa que eu queria ter feito era dito isso, assim... desse jeito...


Beijos daqui...

Mr. Ziggy disse...

Hahahaha! O "Idiota." foi o mais engraçado. A quebra perfeita. Isso é bom, é rico, algo que ainda não experimentei. Bjos!

Eámanë disse...

ahh adoro quando uma palavra me surpreende, significa tudo ;)

Anônimo disse...

Anular a si pelos outros? Não gosto dessa idéia. Aliás, talvez expressasse o mesmo que você: indignação.


Adoro-te, B.
Beijos


www.lizziepohlmann.com

Lizzie disse...

Rs, Desculpe-me. Acabei não me identificando no outro.


www.lizziepohlmann.com

disse...

Ai, Babi, eu tô ficando chata já... mas como tu consegues escrever um texto tão lindo com tanta simplicidade?

E concordo contigo, agora, que nos tornamos todas libertinas, estamos tbm mais livres.

Thiago Kuerques disse...

É a cara da B. que conheço!!!

Muito bom e distinto.

E, confesso, sou um desses idiotas.
E isso gerou muitos comentários robustos por aqui rs
Beijos

Critical Watcher disse...

Bárbara!
Tudo bem?
Você é barbaramente bárbara (o adjetivo)!
hehehe
Gostei muito de seu post... O engraçado é que isso já aconteceu comigo, uma certa vez. Sempre tive curiosidade de ver o que os outros não davam importância. Mas, no meu caso, não houve a espera. Ao contrário, era um adeus... Bem estranho, por sinal.

;)
Beijão!
Estava com saudade de seus textos.

Mila disse...

Oii...eu estava passando pelo blog de alguns amigos e encontrei o seu..
gostei do que vc escreve aqui...
eu estava lendo seu post...
cara..o mundo tá acabando mesmo...
as pessoas não dão mais valor para o amor..para as outraas pessoas..
eu acho que acabo sendo burra...pq ainda acredito nas pessoas e ainda acredito no amor..apesar de tudo o que eu vejo...e tudo o que ja aconteceu comigo..


te add no meu blog..

beijosss

Bárbara P. disse...

Putz.

Mas não é interessante ver como as pessoas reagem a um mesmo tipo de sentimento? Intrigante os seres humanos...

Crazy disse...

vishi, amor, ninguem entende na verdd, e vai saber, não é mesmo?

www._girl.weblogger.com.br
jéssica

Sentimental ♥ disse...

É engraçado isso.
Pra uns é idiotice, pra outros fidelidade e pra quem assume o papel, sofrimento... Afinal, esperar pelo outra causa uma certa angústia, principalmente se não sabemos qnd ele vem, ou volta...
beijos

Pushoverboy disse...

Concordo! Idiota... ele não precisa esperar nada. Continua vivendo, faz a fila andar. Se no futuro ela entrar na fila de novo, bem... quem consegue prever o futuro?

aa meu outro comentário nem eu sei o que queria dizer agora :p

bjos moça.