Um desamor buarqueano

27 comentários:

Duda disse...

Bi, tu sabes q independente do q queiras falar sempre tens uma maneira poetica p encarar os fatos. Um escritora nata e uma menina fantastica, q sabe envolver em cada linha de um texto, sejam eles teus ou simplesmente aqueles q juntam teus sentimentos.
Teus pensamentos sao universais,talvez isso te torne uma romancista, sem que tu nem percebas. Talvez isso te torne uma pessoa diferenciada de tantas outras. Adoro teus teztos... e sabes q tem uma fa( alias, um monte de fas).

Vitor Tamar disse...

Você escreve tão bem... ainda mais buarqueando assim... Parabéns pelas palavras e pelo dom de nos propiciar textos lindos e reais.

Lucia disse...

"Quando olhaste bem nos olhos meus
e o teu olhar era de adeus..."

Sempre me vem uma ânsia de choro quando ouço essas palavras de Chico na voz de Elis...

Minha mãe amava Chico.
Meu pai ama Elis.
Amo os quatro em intensidades diferentes, e sei bem o que é o adeus, a dor da perda, a morte de um sentimento. De alguém.

Procuro renascer. Que se há de fazer?
Sabe-se lá o que a gente pode encontrar na próxima linha...





Ahhhrghh, também odeio filme dublado! Mata a atuação do sujeito, perde a graça... bom, na verdade tem graça sim: quando você vê a coisa dublada depois de ter visto o original e morre de rir daquelas vozes absolutamente ridículas e assombrosas que não casam com os atores por decreto nenhum do mundo!!
Se tu morasse perto, te chamava pra vir aqui ver filme com som original em inglês sem legenda, passatempo preferido meu e das minhas irmãs!
Ah, vem sim, e traz a pipoca! ^^

Beijos!

Edna Federico disse...

"Olhos nos olhos...quero ver o que você faz, ao sentir que sem você eu passo bem demais!"
Beijo

Marcelo Fonseca disse...

Você escreve com sensibilidade poética que, facilmente, cativa o seu leitor. O seu texto é uma profusão de sentimentos. Parabéns!

L.S. Alves disse...

Isso aí não é uma música do Chico Buarque?

Ana D disse...

Não gosto do Buarque como cantor, no entanto adoro como poeta ! bela escolha ! beijo

Nana Flash disse...

Ai ai eh soh eu ler/ouvir chico buarque que da vontade de desistir da literatura e ir vender cachorro quente na esquina... puta cara bom, sô.
Adorei a colagem :)
Bjs

Fê Probst disse...

Buarque lhe caiu como uma luva, aposto.

Diva disse...

Depois deste post admito hehehe
Sou mais voce!!!
Expetacular Chico na voz de Elis... que mais devo dizer?
Bjs meus

Fernando Hattori disse...

realmente muito bom que fizeste com essas músicas. Ouvi cada um dos trechos serem cantados. Muito bonito.

Edson Bezerra disse...

Ele tem o dom de dizer exatamente aquilo que pensamos.
Quantos já não se enquadraram em seus versos, seja pelo bem ou pelo mal?
Chico é foda, sem dúvida.

Muito legal mesmo sua montagem. Quisera eu ter essa criatividade (a sua ou a dele, tanto faz)

Beijão

Richard disse...

Fazendo um paralelo entre o seu texto e o meu, se fosse a brincadeira do "Desliga primeiro" o amor seria pobre ^^, aqui a gente quer de cara "Fala que me ama".

Hum, curti a irônia, não se estou interpretanod errôneamente, mas a última coisa que o eu lírico foi superar isso de boa, afinal, foi necessária uma traição, não sei se carnal, para fechar o caso, e mesmo assim não foi la um fechamento muito certo.

Elza disse...

Adorei a junção das letras!!

ficou perfeito, é o tipo de coisa que olho e digo pq não pensei nisto tbm?!"
rsrs

Gilgomex™ disse...

adooooooro.

adoro seus textos (mesmo os que não são tão seus assim... rs) e adoro saber que suas loucuras e seus devaneios estão encontrando tantos leitores.

eu tenho estado ausente (você deve ter notado que diminuíram as visitas lá na coluna), mas estou retornando.

e sobre eu ser maluco... a bruxx resumiu bem:

"De médico e de louco todo mundo tem um pouco."
Devo ter dois poucos de louco.

bjos.

o amnésico disse...

Você fez de novo!

O artista nas mãos da artista. Se alguma vez eu vi poesia ser esculturada, foi com você. Maravilha!

Beijo.

p.s. "...que roube o martelo dos Deuses e atinja a cabeça de todos eles." Perfeito.
Nosso amigo vai gostar de saber disso!

;)

Guto Melo disse...

Belo pout-pourri!

Anônimo disse...

Hoje dei por mim a pensar
Para onde correm os teus anseios
Repousa a tua imensa saudade
Uma lagoa que abraça os ribeiros

Bom fim de semana


Doce beijo

Monsieur Coçard disse...

atrás da porta...

Thiago Lira disse...

Eu tenho o novo!
E o DVD.
Se eu encontrar com ele um dia, juro que dou um beijo na boca.

Desculpa não ter passado antes pra ver a indicação. Meu blog tá entregue as moscas menina.

Muito obrigado B.
Vc manda muito bem!

vera maya disse...

Amei a parceria, voce pode!
Beijos

jucosfer disse...

"O que

(se) foi

é (s)ido."

Daniele disse...

Bela B, como eu amo Chico Buarque, eu sou devorada pelas letras do maior cancioneiro da nossa mpb.
Vc. foi pegando trechos, iniciou com olhos nos olhos, depois atrás da porta (me mata essa música), folhetim.....e termina com a maravilhosa Mil perdões.

Esse seu post está simplesmente divino!

beijos,

Helder Hortta disse...

Esse negocio de mendingar cafuné é fogo mesmo.

"por que haveriamos de ficar com quem nos despedaça?"

tive vontade de colocar isso. é de Nietzsche


abração

e beijo meu minha cara

Gabi disse...

Ahn,CHico Buarque é delicioso.

Mas o mérito do alinhavo das letras é todo seu,minha cara.

Eu não faria melhor.

Passa lá no Confissões,a Dóris afinal respondeu.

xero

:*

Bruna Vile disse...

Lindo texto!!
ah Buarque...

Obrigada pela indicação, adorei ;)

Beeijo

Ácido Poético disse...

Não vale nem dizer pra você olhar nos meus olhos, vale?

Um beijo
Brunø