Ysatsce

Parte II:

Ela está andando de um lado para o outro, indecisa, impaciente, visivelmente chateada.

Ele está em pé, parado, apoiado em um móvel pequeno e indiscutivelmente bem posicionado, parece rir da angústia que encontra nos olhos dela.
- Tente outa vez.
- Para quê? Estou aqui há horas e não consigo sair da primeira página! Nada do que faço te satisfaz!
- Não vou repetir.

Ela pára, respira fundo, pega de volta o papel que estava em suas mãos e lê:
"Não sei dizer exatamente
Se é tua voz ou tua mente
Mas algo em ti me consome
Me abusa, me mata, me come".

Ele gargalha.
- Está horrível.

Ela enrubrece de raiva, rasga o texto e joga os pedaços no chão. Pega a bolsa e corre em direção à saída.

Ele acompanha os movimentos dela até quase a perder de vista.
- Isso, vá embora. Seja covarde.
- Vá à merda!
- Venha junto.

Ela volta e, chegando bem perto dele, encara-o longamente.
- Nada disso faz sentido! Dizes que tenho brilho, mas cospes em tudo que eu faço. Porra, ou tu enlouqueceste ou a louca aqui sou eu!
- Não sei por que ainda não perdi a paciência contigo.
- Deves ser algum tipo de santo. Vou mesmo embora.

Ele a segura pelo braço, jogando-a no chão.
- Não, não vais a lugar algum.
- Já mudaste o discurso?
- Mudei o ato.

Com um único movimento, ele rasga o vestido que lhe cobria o corpo, deixando-a nua em pêlo, tomando-a com a boca.

Ela mexe os quadris cadenciadamente.
- Filho...

Ela o segura pelos cabelos.
- ...da...

Ela se esfrega em seu rosto, deixando-o melado.
- ... puta!

Ela goza.

Ele segue o caminho até seus olhos. Afasta o cabelo do rosto, limpando o suor e sentindo a respiração pesada.
- Tenta de novo.
- "Não sei dizer exatamente...
- O quê?
- Se é tua voz ou tua mente...
- São os dois, são os dois.
- Mas algo em ti me consome...
- És minha.
- Me abusa, me mata, me come".
- E como.

Ele a beija.

26 comentários:

Milla Loureiro disse...

Nossa...que envolvente!

Voltara para mais um café comigo?

Paulo Fernando disse...

Eu voltarei, minha querida, prometo!

Eu estava pensando em você exatamente neste instante. Eu perdi o número do seu tel. Se puder, envie uma mensagem agora para o meu e-mail com o número.

O meu e-mail é adeusbillgates@yahoo.com.br

Bjos, minha lindaaaa!

Ps: O texto, pra variar, sempre me remete a coisas, o mínimo, "perigosas"!

Eu assisti o Libertino tbm. É bem... hum... bem... ui! hahah

bjss

Mariliza Silva disse...

ehhhhhhhhhhhhhhhh

Até que enfim você apareceu, menina!!

Que saudades, sumida. Faz isso de novo não viu!!!

E este texto, que delicia! Adoro tesão assim.rsrsrsrs

beijão e some não
Mariliza

*Carol Carolina* disse...

ate senti calor!!!!

beijos

Edna Federico disse...

Bota calor nisso...afff!!!!!
Beijo sua sumida.

Edson Bezerra disse...

Enfim um dos meus blogs preferidos foi atualizado. E com maestria!

Você devia ser roteirista, sabia?

Beijão

Lanark disse...

Valeu a pena esperar! Mas agora a ansiedade pro desfecho aumentou.

Os diálogos intercalados deram um clima cinematográfico à história, ficou hipnotoziante.

Muito bom.

Bia Ferreira disse...

Nossa, vc criou uma atmosfera muito envolvente nos diálogos.. rss
muito bom!!
Vou procurar a primeira parte.
beijossss

Ana D disse...

Muito bom, cheio de frases boas de se ler, inebriou o sentido rsrs...Li duas partes :) Tem mais ?

Marcelo disse...

Tremendamente sensual.
Como é linda a estrega de um corpo à outro, não?
Eis a verdadeira entrega, a volúpia, o tesão e o desejo...
Brilhante narrativa.
Realmente inspirador e inspirada.

Beijos, menininha

Gilgomex™ disse...

ele e ela são realmente sres empolgados... rs

sabe o que é interessante?

é que, por causa da fonte de suas letras, ao invés de ler "Ele e Ela",
eu li "Be e Ba"...

heueuheuheu

aí fiquei imaginando:
Será "Ba" de Barbara e "Be" de Benedito???

aí forcei um pouco mais a vista e vi que era Ele e Ela...

E tudo fez sentido... Ou não...
Mas foi muito fera.

PS: adorei seu texto.

PS 2: apesar de eu adorar tudo que você faz, mas sobre o texto, é muito bom mesmo.

Fê Probst disse...

Sensualidade, calor, desejo, tesão, vontades.

Jota disse...

Ah, vá...

Que delícia de texto é esse...

Qualquer comentário desnecessário seria um mata-tesão, portanto, vou me contentar em ficar lambendo os beiços e piscar o olho querendo dizer "manda mais, manda mais..."

Gabriela Cruz disse...

Adoro esse tipo de dominação.
Sem querer puxar brasa pra minha sardinha mas pra mim, a dominação psicólogica é a mais fudida.

Tenho te gostado tanto.

Parabéns pelo que és.

Elza disse...

uau!!
me senti beijada!
rsrs..

boa semana.

=]

o amnésico disse...

É até difícil comentar sem dizer bobagem ou o óbvio; raramente tenho visto tanta objetividade, sensibilidade e lirismo juntos!

Seu texto transborda vida, é o que posso dizer (pode não parecer, mas isso foi um elogio...).

Certamente eu gostaria de conversar mais com você, também.
Et l'honneur est le mien, mademoiselle (se me perdoa o mau francês).

Beijo!

Gabi disse...

Uau.

perfeito³.

Você faz a gente entrar na história.

encantei-me e voltarei sempre.

:***

Ane Talita disse...

Nossa!

sem comentários...

me senti a moça...

muito foda!

=)

vera maya disse...

Lindoooooooooooooo...

Voce escreve muito bem, anda inspiradíssima e é corajosa, muito!

O resultado disso é que ..nossa!..

Parabéns!

Um beijo

Isadora A. disse...

último post da prateleira, querida...

:/

Duda disse...

jeitinho meio perigoso de se buscar inspiração em? hehehe
está ficando boa a coisa...
esperando ansiosamente pela parte 3
beijos!

maryfoxxx disse...

Abusadaaaaaaa ;)
rs.
Amei!!!!!

Edna Federico disse...

Oi, tem convite pra você lá no blog.
Beijo

Isa Dora disse...

Hum... achei muito interessante teu blog... Gostei daqui.

E esse texto é o máximo...

Helder Hortta disse...

minha querida B, você é uma mulher 'pungente'

beijo-te

valeu

Mila disse...

esse cara é "O CARA"
adorei toda a história, e o jeito dele dominante total!

beijo!