A delícia de ter você assim, entre as minhas pernas, ofegante, suado, sussurrando palavras obscenas em meu ouvido, o olhar fixo no meu, perdendo-se entre meus seios e meu sexo. A delícia de ter você assim, pensando que sou tua, fingindo que é meu, entregando seu corpo, dominando minha alma, maculando minha pecaminosa inocência. A delícia de ter você assim, nu em pêlo, teso, a pulsar, querendo ser o Dono de quem já é Dona de si, a tratar-me como uma qualquer, sentindo-se especial, julgando-se único, enganando-se como um tolo. A delícia de ter você assim é indescritível, inigualável e incompreensível.

9 comentários:

Renato disse...

seu comentário no meu blog....
confesso que foi uma proposta tentadora, viu.... ^^

Beijossss!!

Sebastiao Moura disse...

Nessas horas, o que mais pode-se dizer?

Rachs disse...

Nossa... Vontade de ser "dona" de novo!

Foi o euzer que escreveu aquele texto, depois de algumas conversas no msn comigo sobre minha nova vida... Legal não é?
Existem pessoas que nos enchergam

bjos!

LuccyInTheSky disse...

Realmente inexplicável... But you did a pretty good job!
Quem é a vítima?
Love is not in the air... Eu sou uma eterna apaixonada mesmo, fingir amar, é uma arte, dominada por poucos (eu tenho certeza que me entende), fortalece o ego, e acalenta o coração... hauhauah... Ou algo parecido! Bjokas proce!
Lu

Lanark disse...

Essas paixões, por mais que tirem o nosso sono, ao menos nos brindam com inspiração pra escrever maravilhas como essa.

Wagner disse...

Ah, eu não conhecia o erotismo nos seus escritos!
confesso q me excitou...
(com respeito!)

abração

Monsieur Coçard disse...

pois é... doce ilusão a nossa... mas é sempre bom... o segredo do bom pastor é fazer as ovehas pensarem que escolhem seu destino..

beijos

Jennifer disse...

Ahhh... quem dera tivesse eu pegado alguém. Você anda inspirada menina...isso me atrai! rs Beijos!

Paulo Fernando disse...

Li num comentário anterio, do Wagner, que ele ficou "excitado respeitosamente"... rsrsrs... Mesmo sem conhecê-lo, difo que é mentira! Um homem não se excita punimente, por mais que seja vaga a carne cobiçada por ele. Não há, em momento algum, inocência na pequena (ou grande) saliência dispertada entre as pernas de um homem. Somos putos, mal criados!
E, como dizia meu velho pai: "filho, mulher gosta de linguada e não de língua entre sua periquitinha; mulher curte é uma chupada, e não sexo fofinho com a boca e, principalmente, mulher gosta de respeito, menos na hora da metida!". Trocando em miúdos, não existe melhor maneira de se demonstrar respeito à uma mulher do que, excitando-se com ele. Deste jeito, ela percebe que é perceptível a vc, que faz diferença quando caminha de mini-saia ou decote.

Ps: ainda não sigo todos os conselhos do meu velho pai a risca... rsrsrs

Bjos!