Bárbara pensa que é alguém importante, alguém de valor, mas ela é dessas mulheres que não valem nem um vintém. Dessas que se encontram em qualquer esquina de qualquer rua habitável ou não. Comum, ordinária, igual a qualquer outra, nada de especial, nada de agradável, nada que chame a atenção. Um poço de defeitos, nenhuma qualidade. Ah, Bárbara! Pobre garota tola, tão idiota e tão sem graça. Por que não morres, amor? Seria uma a menos no mundo e no coração de quem sente ódio por ti.


Quer saber?

... fique querendo.

4 comentários:

Monsieur Coçard disse...

é isso mesmo, joga merda na Bernadete! ela não vale um vintém!

huehueheuheue

beijos

duda disse...

essa porcaria q nao me deixa comentar... :P

Pois eh bih,... foda-se mesmo! Acho q chega uma hora q td mundo deve dizer esse verbo!
Foda-se... estou sem paciencia!
te adoro!
ps: num eh merda na jeni? de onde ele tirou bernardete :P

B. disse...

Está aí o maior mistério do momento: de onde, diabos, ele tirou o Bernadete?

Paulo Fernando disse...

Quando o tempo demora demais a passar, nada melhor do que encurtá-lo. Uns fazem isso com as próprias mãos; outros deixam-se fazer pelo destino.

(A)(O)nde vc se encaixa?

Bjos!