Parodiando Vinícius

Que seja infinito enquanto dure.
Que dure enquanto é infinito.
Que dure.
Que fure!

Que fure,
posto que é chama.
Chama que chama
para ilusão do eterno.

Eterno que espero.
Espero até hoje,
o "para sempre"
que acabou:

Ontem.

11 comentários:

Fiorina Mongiovi disse...

adorei a poesia, às vezes algumas poesias ficam tão presentes pra gente que dá vontade de se entrelaçar com elas.

um abraço!

Descharth disse...

Não sei porque fica a impressão de ser díficil te amar... porque será?
Adorei a poesia que como tudo que você escreve nos faz pensar

Fê Probst disse...

meu pra sempre acabou também.

Wagner Marques disse...

Ah, a temporalidade de sentimentos...

q delidado né, refletir acerca disso!

melhor ainda o poema q vc construiu!

Abração!

Isadora disse...

'pras sempres' sempre acabam. aí mora a graça !

,as que continue sendo infinito, enquanto, e sempre, que dure...

Mariliza Silva disse...

Adorei a B poética!!! O coração as vezes fala por si, mesmo que não queiramos demonstrar. É infalível!!!

beijão e some não, minina

Mariliza

Ana Gotz disse...

O meu pra sempre, sempre acaba!


E as vezes nao dura nada!

Nem o tempo de furar, durar, gastar...

guga disse...

Sempre pega fundo!
Vinícius

adorei seu blog

depois visita o meu
da clariadade e leveza do teu blog para algo mais pesado

LuccyInTheSky disse...

Gostei mais desta versao... Eh mais realistica!!! Bjaum proce! Lu

Renato disse...

Só reafirmo o que escrevi no comentário do post acima....

Vai ser interessante observar sua trajetória....


Beijos

Anni_na disse...

Por que o que é escrito de forma tão bela pode causar tanta dor dentro da gente?


Não conhecia teu blog. Gostei!