Identidade

Sou o que sou,
Aquilo que fazem de mim,
Aquilo que aprendo do mundo.
Aquilo com que já nasci.

Não sou homem,
Nem mulher.

Não sou mais uma criança,
Nem mais um adulto.

Não sou como você me vê,
Nem como eu me vejo.

Eu sou o que sou,
Produto de mim mesma,
Produto do mundo,
Produto do que me cerca,
Produto daquilo que me faz.

Sem rótulos,
Sem queixas,
Sem elogios.

Sem passado,
Com presente,
Sem futuro.

Sempre mudando,
Nunca parada.

Assim sou eu.
Gostando você ou não,
Querendo você ou não.

Assim eu sou.

Sou e estou.
Sou e vou.
Sou e serei.

Um comentário:

Mariliza Silva disse...

e assim se inicia a identidade de uma poetisa...