Dois corpos unidos, ofegantes, suados, cansados mas incessantes, insaciáveis.
Bocas, mãos, línguas e sexos se fundem, se confundem, se atraem e se repelem.
O ruído dos carros, das pessoas, o barulho típico da noite urbana já não existe mais.
O único som audível a seus ouvidos são seus gemidos, que aumentam e se intensificam a cada instante.
Sentem o gozo se aproximando.
Estão na beirada de um prédio muito alto e ao sentirem o prazer do clímax, se jogam.
Gozam deliciosamente, enquanto seus corpos caem.
Dois prazeres simultâneos, sincrônicos, mútuos, intensos, incontidos.
Luzes os cercam.
Abaixo está o colorido da rua, os postes, os faróis dos carros, as lâmpadas dos apartamentos;
Acima, as estrelas, a lua e tudo mais que quisessem.
Aquele instante os pertencia, tudo muito bem planejado, pensado.
O momento mais sublime de suas existências.
Sentiam-se imortais, únicos.
Eram Deuses.
Aqueles 10 segundos valeram pelos seus 19 anos
E o fim deles coincidiu com a sua tão almejada morte.

10 comentários:

Monsieur Coçard disse...

hmmm... muito intenso... parece até com a minha vida... demorei pra cacete pra ter minha première nuit avec une damme! hauHAUHAUh sou meio lerdo... mas valeu a pena!

L. Inafuko disse...

o.O
eles se jogaram do predio??
fizeram sexo e morreram assim?
o.O

espanto...

===

liga, não.. eu espanto com coisas assim
mas o texto tá ótimo!

bem intenso
bem escrito
superbe!!

salut

Diego disse...

quer dizer q vc é uma brasileira nordestina, indignada com o preconceito de seus conterrâneos do sul e
morando temporariamente em paris...com apenas 20 anos...interessante...andei lendo seu blog...
ele é relativamente recente então acabei vendo boa parte dele...gostei do seu jeito de escrever...
e realmente compartilho de suas opiniões acerca do sexo...

até mais...

Mario Sergio disse...

isso é sexo... hahaha

Carol disse...

eles se mataram ou transaram?!

=P~

muitoo bom, adoro o jeito que cê escreve!

beijoss ;***

Leandro disse...

O Ode e o louvor devidos à aquela que uns confunde, outros traduz, mas a mim mima.
Ah~ Lembranças de nossa noite perfeita onde nos libertamos dos limites do corpo e da mente, por quatro mãos escritos. Oh! Maravilhoso texto libertino.
(Slept*)

Isadora disse...

taí uma ótima forma de ser terminar algo, sexo ou vida, tanto faz...

Mariliza Silva disse...

uhhh.. intenso, garota!! ou... garota intensa!!! sua cara, ADOREIIII

BEijão e some não

Mariliza

Negão Internauta disse...

Boa maneira de se viver. Bela maneira pra se morrer.

Diria que foi intenso, mas já disse que odeio ser óbvio.

abraços.

Sebastiao Moura disse...

Viver, transar, ai-ai, muito bom!