Não sou simpática, nem faço questão de ser. Se gosto, me importo. Se não gosto, mando às favas. Se não quero, não faço. Se quero, já fiz. Se desejo, provo, não enrolo, não retardo. Não vivo em seu mundo recatado e repleto de regras e pudor. Meu mundo é tão complexo e misterioso quanto o próprio universo, mas é livre e é meu. Faço da minha liberdade, meu maior trunfo e não meu maior fardo. Escuto Mozart com o mesmo prazer que leio Nietzsche. Escuto você com a mesma atenção que dou à TV. Aprendi a gostar de mim antes de gostar do outro.

5 comentários:

roh disse...

pq tu não conta como estão as coisas por aí? oxe :~
hunf..
te amo troço, volta logo!

Mariliza Silva disse...

Adorei seu post, tenho vontade as vezes de gritar o que você escreveu.
NO orkut faço parte de uma comunidade: Sou séria, não forço simpatia. É por aí!

Mas mesmo assim o que importa é isso!
Expressar o que sentimos, agradando ou não e seu tiro saiu pela culatra, pois menina, seu blog agrada e muito, viu!

Felicidades

Mariliza

Zaratustra disse...

Você me dá a mesma atenção do que dá pro Caldeirão do Huck? Que deprimente :(

Não tem ninguém com quem conversar aqui em guaratuba exceto a minha família. estou enlouquecendo a mim e a todos. E A GURIA DE SEIS ANOS DO MEU LADO ESTÁ JOGANDO GRAND THEFT AUTO AGH estou bem estou calmo >_>

Cuidado com os lóbos e os órsos :* não esqueça de visitar a tumba de napoleão e o louvre e a eurodisney

-- Guilherme

gabriela guimaraes disse...

ótimo texto.. melhor ainda a finalização!
beijinhos
saudades

Priscila disse...

UI...estás likada..nada mal morar na França não é..

feliz ano novo